Eng. Informática: A Recuperação

22 de Setembro, 2015

Pragmático, Programação, Software

Seguir Eng. Informática ou qualquer outro título universitário na área das TI têm algumas vantagens, porém a principal desvantagem é ficar emergido numa área que, em termos universitários, tende a sobrevalorizar aspectos teóricos de pouca utilidade prática e nos faz esquecer que a informática é uma ferramenta poderosa para construir muitas coisas. É também provavelmente a área que inova mais rápido, no entanto é aquela onde a formação se adapta menos e continua a proliferar dogmas e mitos do passado.

No caso específico de todos os que se querem especializar na programação deixo um conjunto de dicas úteis para “recuperar” da influência da formação.

1. Trabalhar em Projectos Reais

Através de gostos pessoais ou necessidades é que devemos desenvolver o nosso software, não o contrário. Uma aplicação escrita na melhor linguagem XPTO++ não tem qualquer valor, já o Minecraft escrito em Java (…) rendeu milhões de Euros aos seus criadores. Concretizar ideias é mais importante do que a forma como lá chegamos, ao contrário estamos a entrar em obsessão tecnológica.

2. Ficar Fora de Forums Técnicos

(Excepto quando é directamente relacionado com algum detalhe de implementação onde trabalhamos.)

É mesmo muito fácil de ficar envolvido em discussões fundamentalistas sobre a área, qual a melhor linguagem para o projecto X, quais os melhores padrões de desenho etc. Estas discussões prolongadas fazem-nos perder o contacto com a realidade e problemas que tentamos resolver — Não trazem qualquer benefício apenas perda de tempo.

3. Não Tomar Partidos

Se uma tecnologia servir para fazer algo mais rápido, melhor e mais barato então usem-na, caso contrário procurem outras melhores. Se uma solução Microsoft for útil, num contexto específico, usem-na. Noutra talvez seja melhor Open-Source. Não se deixam limitar pela “política” porque, mais uma vez, o Facebook foi escrito em PHP e não foi por isso que deixou de se tornar um negócio milionário.

4. Ler Muito

Por muito que possa custar a alguns programadores a leitura, especialmente fora da área, pode ser bastante vantajosa. Ao fazer isto estamos a adquirir conhecimentos que nos poderão vir a ser úteis ou até encontrar novas soluções ou desafios interessantes.