Obsessão Tecnológica

19 de Setembro, 2015

Pragmático, Programação, Software

Para a maioria das pessoas relacionadas com a indústria das tecnologias da informação escolher e/ou desenvolver tecnologia acaba por ser uma necessidade, uma nova framework, uma nova aplicação ou apenas algumas linhas de código. É fácil de criar “apego” após investirmos incontáveis horas de trabalho árduo mas isto tem um custo elevado.

Lembro-me de em 2007 entrar num fórum de programação e de encontrar diversas discussões filosóficas sobre qual a melhor linguagem para web, entre PHP, Ruby e Java como optimizar estruturas simples, para poupar míseros milisegundos em aplicações sem utilizadores…

Hoje, quase uma década depois, encontrei novamente esse fórum e para meu espanto nada mudou. As discussões continuam as mesmas, sobre os mesmos assuntos e com os mesmos ângulos.

É estranho ver que depois de tantos anos nada mudou, continuamos a assistir ao mesmo tipo de “fundamentalismo tecnológico”. Ao obcecarem com umas quantas tecnologias e ao tomar partidos muito rígidos, em quase uma década, os utilizadores do fórum não conseguiram produzir nada de útil, apenas gastaram tempo e encheram o fórum.

Não se apaixonem / entrem em obsessão pela vossa tecnologia já que isso impõe-vos limites e horizontes. Se uma tecnologia servir para fazer algo mais rápido, melhor e mais barato então usem-na, caso contrário procurem outras melhores.

É unicamente por esta razão que eu experimento sempre as novas versões de todos os sistemas operativos e algumas aplicações — existe a possibilidade de aparecer algo novo que sirva melhor os meus objectivos.

Technology is a tool just like a salad fork… Each new piece of technology should be considered the same way a salad fork should when it comes to using it properly and with grace and elegance. ~ April Masini.

Conclusão: Não nos devemos apaixonar pela tecnologia mas sim utiliza-la para construir as coisas que sempre imaginámos e abrir os nosso horizontes.