Índia: Relações com a Tanzânia

17 de Julho, 2018

Comunicação, Futuro, GSI @ ISCSP/ULisboa, Liderança, Marketing, Mercados, Poder, Política

O Ministério dos Negócios Estrangeiros indiano descreve as relações Índia-Tanzânia como “próximas, amigáveis e cooperativas”, de 60 a 80 as relações entre os dois países eram dirigidas pelas ideologias comuns nas áreas do anticolonialismo, antirracismo, políticas sociais e um “desejo genuíno de uma cooperação Sul-Sul”. Mais recentemente, estas relações, expandiram-se para o tecido económico onde a Índia procurou oferecer à Tanzânia mais capacidade de se desenvolver através de acordos de comércio, parcerias, formação especializada e linhas de crédito (MEA, 2014, p. 1).

A mesma fonte evidencia que um dos grandes motores de cooperação entre estes dois países é uma alargada comunidade de pessoas de origem indiana presente na Tanzânia, “muitos dos mais importantes negócios na Tanzânia são detidos por pessoas de origem indiana” (MEA, 2014, p. 4). A Índia acabou também por se posicionar como um importante fornecedor de produtos farmacêuticos e maquinaria industrial para a Tanzânia.

Os dois maiores bancos indianos estão presentes nas três cidades da Tanzânia em conjunto com alguns dos seus clientes mais importantes como a indiana Reliance Industries Ltd que opera diversos negócios industrias e na área da exploração de combustíveis fósseis; Bharti Airtel operadora de telecomunicações que é já a segunda maior na Tanzânia; Syngen Fuels &  Agri Products que se dedica à agricultura e a GAIL / OVL que estão envolvidas em diversos projetos do setor do gás natural na Tanzânia (MEA, 2014, p. 5).

Em 2015 a Índia também suportou a Tanzânia com conhecimento e profissionais no desenvolvimento da exploração e prospeção de reservas e de gás natural no país (TZ Business News, 2015). Ao mesmo tempo foram assinados diversos memorandos de entendimento para expandir a cooperação em diversos campos incluindo novas linhas de crédito, cooperação científica, turismo e agricultura (PTI, 2015).

A cooperação na área da segurança, nomeadamente em contra terrorismo e segurança marítima é outra das grandes apostas da Índia, lançada em junho de 2015 com o encontro entre o primeiro ministro da Índia e o presidente da Tanzânia. Os dois líderes concordaram em criar um grupo de trabalho conjunto para aumentar a cooperação no âmbito contra terrorismo porque “o terrorismo nas nossas regiões respetivas é uma preocupação de ambos os países” (TZ Business News, 2015). Em 2017 os dois países assinaram um acordo para facilitar a investigação relacionada com o mar, navegabilidade, gestão de portos e segurança que incluirá formação especializada aos oficiais da Tanzânia nestas questões. Consideram que este acordo liga ainda mais a Índia e Tanzânia solidificando a cooperação no oceano Índico que “tem sido uma principal fonte de trocas comerciais durante séculos entre os dois países” (Abu, 2017).

Também no ano passado deram-se os primeiros passos em projetos importantes para o fornecimento de água canalizada em Tabora, Nzega e Igunga, na Tanzânia. Grande parte deles teve o apoio do governo indiano através da empresa pública WAPCOS que desenhou e está a gerir construção de sistemas e estações de bombagem, tratamento, condutas de distribuição de água, uma rede complexa que será capaz de servir o país e deverá entrar em funcionamento nos próximos dois anos (HCI, 2017).

É importante referir que alguns dos projetos anteriores, bem como outros, estão cobertos pelo projeto Supporting India’s Trade Preferences for Africa (SITA). Este, fundado peloInternational Trade Centre (ITC)procura aumentar o volume de transações comerciais entre a Índia e alguns países africanos selecionados (incluindo a Tanzânia) com o objetivo de “criar novas oportunidades de emprego e desenvolvimento” (ITC, 2017b). O projeto conta também com o apoio financeiro do Departamento para o Desenvolvimento Internacional do Reino Unido. A estratégia seguida procura ser capaz de abrir o mercado indiano aos países africanos (e vice-versa) enquanto promove as relações público-privadas essenciais ao desenvolvimento de economias prósperas nestes países. A fase implementação deste projeto começou em 2015 e durará até 2020.

Todos estes esforços de cooperação tiveram resultados positivos sendo que em 2016 a Índia era o maior parceiro de trocas comerciais da Tanzânia representado cerca de 20% das suas exportações globais (HCI, 2017).

Referências

  • MEA. (Julho de 2014). India-Tanzania Relations. Obtido de Ministry of External Affairs, Government of India: http://mea.gov.in/Portal/ForeignRelation/Tanzania_July_2014.pdf
  • TZ Business News. (20 de Junho de 2015). India, Tanzania to co-operate in counter-terrorism, maritime security. Obtido de TZ Business News: http://www.tzbusinessnews.com/india-tanzania-to-co-operate-in-counter-terrorism-maritime-security/
  • PTI. (19 de Junho de 2015). India offers Tanzania expertise in natural gas sector. Obtido de The Economic Times India: http://economictimes.indiatimes.com/articleshow/47734018.cms
  • Abu, F. (27 de Dezembro de 2017). Dar, India eye enhanced maritime research cooperation. Obtido de Tanzania Standard Newspaper: http://www.dailynews.co.tz/index.php/home-news/55045-dar-india-eye-enhanced-maritime-research-cooperation
  • HCI. (2 de Maio de 2017). India expands water sector cooperation with Tanzania. Obtido de High Commission of India: http://hcindiatz.org/whatsnew-water.php
  • ITC. (Novembro de 2017b). SITA at a glance. Obtido de International Trade Centre: http://www.intracen.org/sita-at-a-glance/#Ob